22
Jan 08
A ilha tinha o nome de Speranza e localizava-se no Pacífico. Era uma ilha deserta, com uma falésia rochosa a ocidente, a praia a norte e a “noroeste começavam as areias” (p.60). Como paisagens tinha uma floresta, “um maciço de rochedos” (p.12), que subindo a um dos mais altos, Robinson conseguiu “constatar que o mar rodeava a ilha por todos os lados” (p.12). Apesar de deserta a ilha era habitada por animais inofensivos, diferentes de todos os outros que Robinson conhecia, havia abutres, bodes, cabras, ratos, “imponentes pássaros”, tartarugas, etc. Como Robinson tinha ficado praticamente sem nada teve de procurar novos recursos alimentares, tais como “mariscos, raízes de plantas, cocos, bagas, ovos de pássaros e de tartaruga”(p.15). A sua flora era variada, havia eucaliptos, ananaseiros, coqueiros, tulipeiros, palmeiras, pinheiros e arbustos. Não esquecendo claro a “plantação de cactos” (p.60).

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30
31


subscrever feeds
gaveta a sete chaves :D
Procurar :D
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO